quinta-feira, 24 de setembro de 2015

REFORMA

OLÁ GUERREIROS (AS),

PEÇO DESCULPA PELO TRANSTORNO, MAS AGORA FICOU SÉRIO! ESTOU COM NOVA PARCERIA E PARA DAR NOVA CARA AO BLOG ESTAMOS EM CONSTRUÇÃO! EM BREVE NOVIDADES!


SAÚDE E BONS TREINOS GUERREIROS (AS) !!!

domingo, 2 de agosto de 2015

A vida surpreende

Salve bem grande aos Guerreiros e Guerreiras,


Como diz Clarice Lispector quando você menos espera a vida te surpreende e aquilo que você jamais imaginou que poderia acontecer acontece, e dependendo das circunstâncias dos acontecimentos sofremos e ficamos desmotivados, mas a melhor resposta que daria para essa 'surpresa' de acordo com as sábias palavras do Padre Fábio de Mello "Não há ser humano sem luta. Cada um sofre o seu tanto para ser o que é. O sangue derramado, fruto do amor à causa a que se dedica é a prova de que a luta aconteceu. Sangue é metáfora do sacrifício."

Vamos a agenda:

* Treinos
* 3º Festival de Atletismo do DF - Queda dos 800m
* Corrida de rua: Corrida de Taguatinga
* Curiosidade do dia: Transtorno Alimentar

TREINO

Treinamentos estão a todo vapor neste período de competição, devido aos treinos com intensidade maior perdi alguns quilos e ganhei mais força, atualmente pesando 49,5kg me sinto leve e em ótima performance e com muita garra de competir, graças ao meu bom Deus me sinto livre dos pensamentos negativos como lesão, desanimo e até em parar de treinar. Me libertei! Rs! Os treinos tem sido focados em tiros curtos com intervalos mais altos para ter uma qualidade nas passagens englobando também a força pliométrica, saltos nas barreiras e tração (arraste com pneu). O tempo em Brasília ainda continua bem seco e frio, melhor ainda trabalhar nesta condição climática para favorece-me nos demais estados (Sp, Rj, etc) que são a nível do mar. Seguindo o fluxo ao que tudo indica que posso fazer boas marcas ainda este ano, amém!
video

Um vídeozinho momento treino de tiros curtos de manutenção no recanto das emas!

3º FESTIVAL DE ATLETISMO DO DF

Ocorreu no dia 11 de julho na 907 sul, CIEF, no período da manhã o 3º Festival de Atletismo do DF, clima estava favorável sem muito sol. Estava inscrita na prova dos 800m essa prova foi muito esperada por nós atletas e técnicos, já faz de um a dois anos que o nível dos atletas melhoraram muito aqui em Brasília, estão mais motivados em fazer grandes marcas, sonham com mundiais, pan americano e olimpíadas, esse lance de poder ter reconhecimento e representar o Brasil fora dá frio na barriga e motivação! Então, estavam inscritas atletas a altura para uma excelente prova, eu sabia que seria disputada e me sentia bastante animada com isso. Foi apenas uma série largando 10 atletas, público agitado, eu estava com adrenalina percorrendo meu corpo querendo melhorar minha marca aproveitar que estava do lado de boas atletas, largamos forte e com passagem controlada dos 200m - 30s (a média) chegando nos 400m momento decisivo de passagem eu e mais três atletas estavamos próximas liderando a prova, momento de ultrapassagem para abrir a passada nos 500m, minha adversária passou junto comigo e eu acabei caindo e ela meio atordoada seguiu, neste momento tudo girou devagar e eu pensei "eu fico aqui ou continuo?" não acreditando no que me havia acontecido me levantei e seguir correndo, conseguir a terceira colocação. Não corri o que tinha que correr, não me sentia cansada e sim me sentia irritada, por um momento achei que fosse armação, mas logo voltei atrás no meu pensamento "já foi, o esporte ensina e o sol brilha para todos".

Momentos quedas na prova dos 800m fem
Fotos: Gilvan Ferreira
Momento pódio
3º Festival de Atletismo do DF
3º lugar nos 800m fem
Eu gostaria de fazer um agradecimento especial ao técnico Manuel Evaristo, meu pai, colegas atletas e as pessoas que estavam prestigiando o festival pelo apoio, por cada grito e aplausos, jamais vou esquecer este dia. Isso apenas aumentou minha "sede" de competir que venha as próximas competições!







CORRIDA DE RUA: CORRIDA DE TAGUATINGA

Já tinha semanas que não corria rua (última foi Corrida da PM em maio) apenas focada nos treinos e competições de pista, resolvi então mata um pouquinho da saudade, eu sempre gosto deixar claro não sou corredora de rua sou meia-fundista corro 800m, então o porque de vez em quando vou para a rua correr 5km? Para treino, aumentar oxigenação, ter mais adrenalina, conhecer pessoas e etc. Eu não faço nenhum treino especifico para corrida de rua, ok?! Obrigada! Rs!

A corrida de Taguatinga aconteceu no dia 26 de julho no Taguapark, veio como forma de resgatar as corridas em Tagua, porque geralmente as corridas de rua sempre ocorrem no plano piloto. A estrutura estava simples, mas todos muito prestativos e empenhados para manter a organização do evento. 

Momento premiação - Corrida de Taguatinga
Parabéns as guerreiras!
RESULTADO:
Corrida de Taguatinga
1º lugar - 5km - 21'49''

CURIOSIDADE DO DIA: TRANSTORNO ALIMENTAR

Eu gosto muito de ler artigos relacionados a alimentação é um desses artigos me chamaram a atenção de uma nutricionista francesa, naturalizada brasileira Sophie Deram, que diz ser contra as dietas, obviamente maioria das nutricionistas também são, mas o que me chamou atenção foi como ela abordou para alertar sobre o transtorno alimentar envolvendo o nosso cérebro do que dizer "coma duas colheres de arroz, uma concha de feijão..." nada contra quem orienta dessa forma, a questão é que como analisou a situação foi diferente e eu gostei bastante, e estou aqui para compartilhar. 

A nutricionista Sophie Deram é doutora em endocrinologia e pesquisadora da USP, ela é contra regimes restritivos. Baseia-se em estudos que demonstram que podem até funcionar no começo, mas cerca de 95% das pessoas voltam ao peso inicial. 

"O cérebro entende essa mudança repentina na alimentação que associa como um perigo e se adapta para reter mais gordura."  

Isso acontece, segundo ela, porque o cérebro entende essa mudança repentina na alimentação que associa como um perigo e se adapta para reter mais gordura. Segundo suas pesquisas sobre transtorno alimentar o que controla o peso é o cérebro. Ele que controla as emoções, a fome e a saciedade. Ela explica que quando fazemos dietas nós assustamos o cérebro e ao reconhecer isso desenvolve mecanismos de proteção. A ciência já demonstrou que fazer dieta engorda. E o que normalmente mandam o obeso fazer? Fechar a boca e  malhar. São duas ações que aumentam o apetite. As dietas tem risco potencial de fazer a pessoa desenvolver transtornos alimentares, obviamente que não acontece com todos é onde entra a genética. Estudos mostram que determinado gene, pode desenvolver bulimia  se fizer uma dieta. 

Ela menciona que realmente os médicos e nutricionistas passam dietas, mas não conseguem mudar a cabeça e explica que isso que foi ensinado a eles que o peso é resultado daquilo que você come menos aquilo que você gasta mais, discordando dessa simplificação do peso fala que realmente não é interessante não comer demais. Portanto quem faz MUITA dieta vai comer muito. E esse aumento de apetite varia de um ano pós dieta. E a razão que faz engordar que o cérebro já te protege de uma próxima escassez.  

A doutora Sophie Deram relata que as pessoas hoje em dia estão tendo medo de comer, pensam demais na restrição alimentar e recomenda que não precisa pensar e nem ser uma nutricionista para comer bem, basta lembrar das gerações dos nossos avós tomavam café, almoçavam, lanchavam e jantavam, tinham menos estresse por sempre serem ativos indo aos locais a pé ou de bicicleta e é assim que tem que ser na prática da atividade física prazerosa e não torna isso em tortura. Concluindo ela dá a dica de que antes de pensar em perder peso fazer um reflexão do porque perde peso? E o que te fez engordar? Importante não viver em guerra com a comida. Faça as pazes com você! E faça a diferença!
Fonte: <http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2014/12/1565364-fazer-dieta-so-serve-para-engordar-mais-ainda-diz-nutricionista-da-usp.shtml> Acessado em: 02 de Ago. 2015.

SAÚDE E BONS TREINOS GUERREIROS E GUERREIRAS !!!